Série: Alunos Empreendedores – Um Curso para o Sucesso

O Clube do Sushi apresenta uma nova série, convidamos alguns alunos bem sucedidos que abriram seu próprio negócio. Nosso primeiro convidado é Diego Botorin, de 34 anos, Curitiba.

Nome: Diego Botorin
Idade 34 anos
Estado civil: União estável
Cidade: Curitiba-Paraná, mas moro em Florianópolis há 11 anos.
Nível escolar: Superior incompleto
Diego realizou o Curso de Capacitação em Culinária Jaonesa  Abril de 2016.

diego

Conclusão do curso de Capacitação em Culinária Japonesa

Por que resolveu fazer o curso?

Bem, resolvi fazer o curso porque eu tinha um foodtruck de sushi e já trabalhava como auxiliar de sushiman. Também era proprietário e sócio no sushitruck, mas desfiz essa sociedade e resolvi encarar sozinho o trabalho de sushiman, para isso decidi me profissionalizar na área e comecei a procurar cursos.

diego2

Como entrou em contato com o Clube do sushi?

Bom fazendo pesquisas na internet e depois de já ter visto vários cursos que não me agradaram, achei O Clube do Sushi e percebi ser a melhor escola, graças a Deus não errei na escolha.

Como surgiu a ideia do Foodtruck de Sushi?

Estava desempregado, não sabia o que fazer, tinha um dinheiro no bolso e queria abrir um negócio, mas não sabia o que. Já tinha feito um curso básico de sushiman, e um amigo veio com a ideia de abrir um sushitruck e achei ótima! Como eu já tinha feito um curso básico e sabia fazer alguma coisa, vi que se me juntasse a ele, que é sushiman há anos, poderíamos abrir um ótimo negócio. Então eu fui aprendendo outras técnicas além do básico, com ele me passando o seu conhecimento, mas por muitos motivos infelizmente a nossa sociedade não deu certo e então comecei a trabalhar sozinho e senti a necessidade de saber mais sobre o ramo de sushis. Continuei ainda trabalhando com o truck, indo para alguns eventos e feiras… E em um determinado momento comecei a ter problemas de manutenção do carro, o mesmo já chegou a quebrar em viagens a trabalho, então decidi coloca-lo para arrumar. Nesse momento de “parada”, decidi procurar um curso para me especializar na área de culinária japonesa eis que encontrei o Clube do Sushi, mas meu negócio foi basicamente assim. Eu não tinha ideia de abrir um negócio de sushi, isso surgiu por um amigo, eu nunca me imaginei trabalhando com sushi. Mas foi um trabalho que comecei a fazer e acabei ficando admirado e gostando muito.
Hoje estou aqui depois de ter concluído o curso no Clube do Sushi, que, aliás, achei muito bom e o mestre Haroldo tem uma ótima didática e dá um suporte pós curso muito legal quando precisamos, às vezes fico com alguma dúvida e ainda trocamos algumas ideias para esclarecer, acho que é mais ou menos isso, uma troca bem sucedida.
Faz um ano que tenho meu negócio aberto ou um pouquinho mais e estamos indo pra frente e confiantes. Tenho intenção de expandir com certeza, não sei se ainda outro truck, ou restaurante, mas pretendo sim continuar trabalhando nessa área com culinária japonesa. O mentor do meu negócio na verdade foi esse meu amigo que teve a grande ideia, e eu entrei com o capital. Mas no fim acabou que eu acabei também me tornando um mentor, e o melhor, mentor do meu futuro de sucesso.

sushitruck

Quais dificuldades você encontrou e como solucionou?

As dificuldades que encontrei, acho que a maior delas foi ter desfeito a sociedade e não saber muitas coisas do ramo de sushis, não saber escolher um arroz de qualidade, mas coisas que foram solucionadas com o tempo, com prática, estudo, pesquisas; Outra dificuldade aqui para nós em Florianópolis foi a de conseguir produtos de qualidade boa para a culinária japonesa. Acabo sempre indo a São Paulo fazer compras, pois lá tem muitas opções de lojas voltadas para restaurantes de culinária japonesa, em Florianópolis até se encontram algumas possibilidades, porém com um valor elevado. A logística também foi um ponto modificado, um truck é um pouco mais complicado que um restaurante, mas são questões que a gente vai trabalhando e descobrindo caminhos para melhor se adaptar e conquistar espaço no mercado.

Sobre o futuro do trabalho?

Eu acho a culinária japonesa muito boa, tem mercado para criar, mas também tem muitos “restaurantes japoneses” que não tem qualidade, cultura nem o mínimo da disciplina japonês para fazer bem feito. Gente que não sabe respeitar o produto, e isso eu percebi que tem muito. Gente que não sabe manusear o peixe, questões de higiene e esse tipo de coisa. Eu mesmo já fui a sushi aqui em Florianópolis e comi peixe que não foi manipulado adequadamente. Eu quero expandir, quero continuar, mas como já mencionei não sei se pretendo expandir no truck ou restaurante, mas quero continuar nessa área. Tenho muitas idéias em mente (risos), mas nesse momento o foco e dedicação são essenciais.

Este foi o nosso aluno Diego, venha fazer parte também das nossas turmas e realize um curso conosco, abra seu próprio negócio e tenha um futuro brilhante na culinária japonesa!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s